Entrada > ESE > História

História

Instituída em 1980, a Escola Superior de Educação do Porto (ESE) tem as suas origens na Escola Normal do Porto e na Escola do Magistério Primário, que lhe sucedeu. Neste sentido, a ESE é herdeira de um percurso centenário na formação de professores e educadores.

Criada em 1882, a Escola Normal do Porto abriu as suas escolas, feminina e masculina, no ano letivo de 1882-1883 no nº 31 da Rua das Flores, num palacete pertencente à família Pereira Leitão, aí permanecendo até 1885. Nesse ano, a Escola Normal passou para novo edifício, construído de raiz, na Rua da Alegria, obra exemplar, resultante da persistência do Comendador José Guilherme Pacheco, Presidente da Junta Geral do Distrito, e da própria ação política da Junta.

Ao longo da sua existência, a Escola afirmou-se como instituição de referência na cidade do Porto, formando professores e professoras e assumindo uma voz ativa nas reformas do Ensino. A partir de 1930 as Escolas Normais foram substituídas pelas Escolas do Magistério Primário, que tiveram vida sobressaltada na fase inicial do Estado Novo, sendo reinstituídas a partir de 1942, adequando os seus planos de estudo aos desígnios politico-ideológicos do Regime.

Foi no contexto da Escola do Magistério Primário do Porto, e já em pleno processo democrático, que nasceu a Escola Superior de Educação do Porto, projetada para integrar a rede de Ensino Politécnico que se definia através do decreto-lei 513-T/79, de 26 de dezembro. Entraria efetivamente em funcionamento em 1985, integrando o Instituto Politécnico do Porto com as Escolas Superior de Saúde e de Música. Vivia-se um tempo de profunda mudança da política educativa portuguesa que institucionalizou a formação a nível superior de professores/as e educadores/as, abrangendo, também, educadores/as de infância e professores/as do então ensino primário.  Durante o ano letivo de 1985/86 a ESE formulou os planos de estudos dos cursos de formação inicial de educadores/as de infância e de professores/as do 1º e 2º ciclos do ensino básico, que tiveram início no ano letivo de 1986/87. Até março de 1998 a ESE funcionou em regime de instalação, tendo como órgãos de gestão a Comissão Instaladora, o Conselho Científico e o Conselho Pedagógico.